Taguatinga oferece reabilitação para pessoas com deficiência

O Centro Especializado de Habilitação e Reabilitação (CER II), na Unidade Mista de Saúde de Taguatinga, inaugurado em maio deste ano, atendeu mais de 30 mil pessoas com deficiências física ou intelectual nos seus primeiros seis meses de funcionamento.



"Ter o acompanhamento de um profissional é muito melhor que fazer essas disciplinas em casa. Ele sabe me orientar sobre o que é certo e o que é errado, para não prejudicar a coluna. Sinto-me mais animada para fazer os exercícios", relatou a paciente, Renata Cassiano, 33 anos.

Segundo ela, paraplégica há dois anos, em decorrência de uma cirurgia de alto risco na medula para a retirada de um cisto, o tratamento iniciado há seis meses aumentou sua de sensibilidade e movimento dos dedos dos pés.

O tratamento no CER é oferecido pela Secretaria de Saúde e faz parte do "Plano Viver sem Limite-DF", criado pelo governo para garantir o exercício pleno e igualitário dos direitos das pessoas com deficiência.

Para a chefe do Núcleo de Inclusão e Acessibilidade da Secretaria de Saúde, Andrea Chaves, os serviços oferecidos visam à inclusão efetiva com tratamento de saúde. "Contribui por ser um serviço que tenta ofertar tratamento customizado a cada paciente", afirmou.

Outra beneficiada pelo CER de Taguatinga é a servidora pública Janice Pereira, 57, que rompeu o tendão durante uma queda, no início deste ano. "Eu estava com a perna praticamente travada, não conseguia dar um passo", contou Janice, que fez 15 sessões de fisioterapia.

CLASSIFICAÇÃO 

Os Centros Especializados de Habilitação e Reabilitação são espaços que atendem pessoas com deficiências física, intelectual, auditiva e visual e recebem a classificação (II, III e IV) de acordo com o número de especialidades abrangidas.

Pioneiro no Distrito Federal, o CER II de Taguatinga, por exemplo, atende duas modalidades de reabilitação – física e intelectual. A proposta do Plano é expandir os serviços, com a instalação de mais seis Centros no DF.

De acordo com a gerente da Unidade Mista de Saúde de Taguatinga, Eliene Anselmo, para ser atendido no CER basta procurar o setor de marcação de consultas; posteriormente, é feita uma avaliação para analisar o caso.

Em breve, será lançado o projeto Transporte para Acesso à Saúde, também incluso no Plano Viver sem Limite-DF, que consiste em oferecer um ônibus para conduzir os pacientes de suas residências ao CER II, que recebeu o veículo recentemente.

Para isso, falta apenas a conclusão da capacitação do condutor. "Ele não pode ser só um motorista. Além de ter habilitação legal dos órgãos de transporte para conduzir um veículo desse tamanho, precisar estar treinado para conduzir esses pacientes", justifica Eliene.

Para 2014, a meta do Plano é disponibilizar outros três ônibus com acessibilidade.


PLANO 

O Viver sem Limite-DF, coordenado pela Casa Civil e pela Secretaria de Justiça (Sejus), é composto de 35 projetos divididos em quatro eixos – inclusão social, educação, saúde e acessibilidade.

Até 8 de novembro, os moradores do DF podem contribuir com o documento, que está em consulta pública.

SERVIÇO


Centro Especializado de Habilitação e Reabilitação (CER II)


Endereço: Unidade Mista de Saúde de Taguatinga


Telefones: 3563-4530 / 3353-8322

Postar um comentário

0 Comentários