Ladrão tenta atropelar PM e é baleado

Ao receber voz de prisão, o suspeito teria acelerado o veículo em direção ao policial. O PM se defendeu atirando


Uma tentativa de fuga dentro do estacionamento de um hotel, um policial ameaçado e um suspeito baleado. Assim terminou um “quase” calote na madrugada de domingo (13/10), em Ceilândia. Tudo começou por volta das 12h de sábado (12/10), quando o vendedor Antônio Vando de Sousa Martins, 41 anos, deu entrada no estabelecimento e pagou a diária referente ao dia. “Por volta das 16h de domingo, ele tentou sair com objetos embrulhados em um cobertor”, relatou delegado plantonista da 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia), Adierles Ribeiro.

Segundo o delegado, o proprietário do estabelecimento estranhou o volume do tecido. Ao checar a situação do quarto, ele percebeu que objetos, como garrafas de vinho e latas de cerveja, estavam faltando. Quando voltou à recepção, o vendedor já havia retornado ao próprio carro, um Chevrolet Corsa, no estacionamento interno.

“Quando o dono foi conversar com ele, (o suspeito) estava dormindo ou fingindo”, afirmou Ribeiro. Restou ao proprietário acionar a Polícia Militar. Uma equipe do 8º Batalhão compareceu ao local. “Com muita insistência, ele acordou e, quando percebeu a polícia, tentou fugir.”

De ré, o vendedor teria atingido e derrubado o portão de saída do hotel. Em outra manobra, após receber voz de prisão, ele teria acelerado o veículo em direção a um policial, que se defendeu atirando. A bala acertou o tórax do suspeito.

Ferido, Martins ainda teria acertado uma viatura antes de conseguir deixar o local. Porém, o Corsa deu problema e parou, na QNM07, onde o suspeito foi preso, segundo Ribeiro. Três mandados de prisão estariam em aberto contra o vendedor - por crimes contra a fé pública e patrimônio -, que, dessa vez, foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio, dano ao bem particular e dano ao bem público, conforme o delegado.

Postar um comentário

0 Comentários