Cinco dicas para manter o controle de temperatura em câmaras frigoríficas

Especialista esclarece como portas automáticas evitam contaminações nas áreas farmacêutica e alimentícia


Em diversas atividades, as indústrias farmacêutica e alimentícia têm características similares, como os processos de higienização, etapas de produção e conservação de produtos. Porém, há uma característica em especial que se destaca: o controle de temperatura. “O grande risco de não se fazer o isolamento correto nesses ambientes está justamente na perda de temperatura, que pode ocasionar a degradação, contaminação e desperdício de diferentes materiais e mercadorias. Por menor que ela venha a ser, essas oscilações térmicas poderão comprometer diretamente a qualidade de cada produto através da contaminação cruzada, forçando o descarte”, afirma Giordania R. Tavares, CEO da Rayflex, maior referência nacional na fabricação de portas rápidas no Brasil e América Latina para a indústria. 

Para melhorar a eficiência em câmaras frias, a especialista separou cinco dicas sobre a estrutura ideal usada nestes dois setores, que podem ser determinantes para evitar perdas de estoque, erros em processos e até mesmo acidentes de trabalho dentro das fábricas. Confira: 

Layout personalizado: dentro de uma câmara frigorífica, é importante manter uma distribuição interna em que tenha espaços livres para que os processos sejam mais ágeis, os produtos fiquem bem distribuídos pelo ambiente e com fácil acesso. Assim, há menos troca de calor com o ambiente externo, evitando perda de eficiência. 

Projeto técnico: câmaras frias que não são bem projetadas e que possuem equipamentos estruturais sem potencial térmico são os principais responsáveis pelo seu mau funcionamento. Para evitar que isso ocorra, é importante fazer a escolha dos melhores componentes, assim, tanto as portas, quanto as paredes, devem ser isolantes térmicos.

Armazenagem: É importante ressaltar que não se deve acumular grandes estoques em uma câmara fria, já que exceder a sua capacidade provoca desgastes e superexposição do sistema de refrigeração.

Manutenção preventiva: Prevenir é sempre a melhor maneira de evitar uma pane no sistema de refrigeração, por isso ele precisa estar em perfeito funcionamento para garantir que não esteja ocorrendo a troca de temperaturas nesses ambientes, vazamentos ou outros tipos de defeitos. 

Escolha portas adequadas: Ao utilizar portas comuns, muitas vezes na correria pode ocorrer do funcionário não lembrar do seu fechamento, o que ocasiona em infiltrações e contaminações. Para estes casos, a solução correta é utilizar portas rápidas automáticas, que possuem tempo de abertura e fechamento bem rápidos. 

Sobre a Rayflex

Criada em 1988, a Rayflex Industrial é líder do mercado nacional de portas industriais com fabricação nacional. Atua em todos os estados do Brasil e na América Latina nas indústrias alimentícias, farmacêuticas, automobilísticas, metalúrgicas, no agronegócio, além de galpões e centros logísticos de distribuição. É especializada em porta rápidas, portas, abrigos e niveladoras para docas, desenvolvidos especialmente para isolamento e segurança dos mais variados ambientes industriais. Para mais informações: https://rayflex.com.br 

Postar um comentário

0 Comentários