Irmão mais novo de Leandro e Leonardo, Alessandro Costa, volta cantar e aposta em clássico dos anos 90

Depois de 23 anos afastado dos holofotes, o artista decidiu  investir na carreira de cantor e prepara  DVD com regravações além de um trabalho com músicas inéditas

O ano era 1992 e você, se tiver mais de 35 anos, com certeza se pegou cantarolando o refrão "Meu Deus do céu tá me dando uma coceira, não sei onde, coceira de bem querer". O hit foi tema de novela da Rede Globo eternizada pela dupla Tiãozinho e Alessandro, irmãos mais novos  de Chitãozinho e Xororó e Leandro e Leonardo, respectivamente.  Depois, Alessandro foi sucesso também com seu irmão Carlos. Hoje, ele anuncia seu retorno solo aos palcos, cheio de planos e projetos, 23 anos após se afastar dos holofotes. Para isso, já gravou um DVD com releituras de canções que foram sucesso nos anos 1990, que está em fase de edição, e está produzindo um álbum de músicas inéditas. 


Foi com Tiãozinho também que ele fez sucesso com a música "Fui Dando Porrada", dessas modas apaixonadas que ficam na memória afetiva das pessoas. Com Carlos, irmão mais velho, eternizou os hits "Vida de Cão" e "Ela Não Vem".  Na época, as duplas rompiam preconceitos e saíam das pequenas apresentações em picadeiros e casas do interior, para  ganhar o Brasil e os palcos de grandes shows.  Alessandro foi um dos grandes sucessos sertanejos, participando dos populares shows de auditório da televisão da época e teve presença massiva de suas músicas em rádios


Sucesso também como compositor, Alessandro vem de uma família que fez e faz história na música. É irmão de Leandro e Leonardo,  tio do Zé Felipe, João Guilherme, Pedro e Thiago. Hoje conta que voltar aos palcos foi um pedido do pai dele, antes de sua partida em 2015. "A fatalidade que cometeu a Leandro me fez afastar dos shows, mas antes do meu pai subir ao céu, ele pediu que eu voltasse a cantar", diz Alessandro em tom emocionado. Por isso ele voltou timidamente em apresentações em bares de Goiânia e eventos particulares. Essa reaproximação tímida era conciliada com a profissão de zootecnista, mas o talento falou mais alto e em 2021 ele investiu seu tempo para viver novamente da música. 


Em 1998, a tragédia que atingiu a família de Alessandro, com o falecimento de Leandro, fez com que ele decidisse se afastar dos palcos, mas não da música. "Foi quando eu realmente encerrei a carreira de cantor. Eu senti que precisava parar. Mas investi meu tempo e experiência em produzir meus sobrinhos, onde consegui uma realização profissional, fora dos holofotes", conta Alessandro ao lembrar do tempo em que acompanhou a dupla teen Pedro e Thiago que foi um estouro no início dos anos 2000.  Ele também se orgulha em contar que também produziu as irmãs Maiara e Maraisa, ainda adolescentes, quando ainda se chamavam Gêmini. Também compôs para a dupla teen Sandy e Júnior e Leonardo. 


O primeiro DVD contará com 11 regravações em uma superprodução exclusiva feita no espaço Belo Luar. No projeto "Alessandro Costa De Volta aos Palcos" o cantor, compositor e produtor traz sucessos como "Talismã", "Fui Dando Porrada", "Te Amo Espanhola", "Amaremos",  "Não Desligue o Rádio" e "Amor de Trem". 


É impossível ouvir ou assistir Alessandro Costa sem comparar com o irmão Leonardo. As semelhanças físicas e de voz com o irmão são completamente espontâneas e muito bem aproveitadas por ele, com seu carisma e presença de palco. 




Foto:  Darle Pessoa 

  

Postar um comentário

0 Comentários