Farmácia do HESLMB realiza avaliações criteriosas e eficazes para aplicar medicações nos pacientes

Cada paciente é avaliado de forma individual, e há uma dupla checagem das doses realizadas por profissionais diferentes

Profissional farmacêutica realizando os trabalhos do setor. Foto: Divulgação.

Os cuidados com um paciente dentro de um centro médico vão muito além de tratar doenças e problemas de saúde. É muito importante analisar e observar todos os processos ao longo da jornada da pessoa internada, desde a sua chegada até o momento da alta. No Hospital Estadual de São Luís de Montes Belos – Dr. Geraldo Landó (HESLMB), a farmácia atua de maneira eficiente e analítica para administrar medicamentos a todos os enfermos, de sua admissão até o seu retorno para casa.

Atualmente, o setor possui 16 membros em sua equipe, sendo quatro farmacêuticos, uma coordenadora, dez auxiliares e um analista de logística. São levados em consideração protocolos assertivos para o manuseio, prescrição e armazenamento das doses medicamentosas. Materiais hospitalares e fluxogramas são seguidos de forma padronizada para garantir a conservação dos produtos.

“Nosso trabalho no hospital é baseado na integralidade do cuidado e na comunicação. Aprendi e venho aprendendo que a abordagem individualizada e especial faz enorme diferença, o respeito que trazemos na intimidade, crenças e desejos do paciente e demonstração de empatia por ele e seus familiares faz toda diferença no tratamento”, afirma Geovana Correa, coordenadora de farmácia do HESLMB.

O hospital possui a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) em sua farmácia, que realiza o procedimento de vigilância antimicrobiana, afim de assegurar que todos os produtos permaneçam com qualidade necessária para sua administração. A equipe de farmacêuticos está sempre em constante contato com os profissionais médicos para a realizações de avaliações farmacológicas em relação a todos que se encontram internados.

Desde o momento em que o paciente chega ao hospital, são colhidas informações para que a equipe farmacêutica tenha os dados fundamentais para a prescrição de medicamentos em casos de internações. Cada usuário é observado de maneira personalizada, são feitas duplas checagens nas medicações indicadas por profissionais diferentes e a assinatura de quem receita as dosagens é registrada em sistema. A farmácia atua 24 horas por dia na liberação, armazenamento, bloqueio e aprazamentos dos produtos.

Para evitar erros de prescrições e posologia (ramo da medicina que observa a dosagem de medicações), são aplicadas normas como a descrição do medicamento pelo seu princípio ativo, além de que ele deve estar de acordo com as padronizações de segurança e armazenamento antes de ser aplicado. São informadas as quantidades de doses, de que maneira o paciente receberá, dias de tratamento e não se usam abreviações nas prescrições, a comunicação sempre ocorre de forma translúcida e objetiva.

“Em todos os nossos processos e em todas as nossas áreas, atuamos de maneira 100% transparente em relação ao paciente e seus entes queridos. Trazer a humanização para os nossos trabalhos é preponderante para fornecer um serviço completo, de qualidade e que vai satisfazer e suprir todas as necessidades daqueles que buscam um tratamento médico conosco”, explica Éder Souza, diretor do HESLMB.

Postar um comentário

0 Comentários