Hetrin realiza ações do “Agosto Lilás”

 

Informações e diálogo, na campanha inspirada pela Lei Maria da Penha, ajudam a identificação e combate da violência doméstica

 

Foto: Divulgação

O atendimento humanizado e acolhimento das mulheres é prioridade no Hospital Estadual de Trindade (Hetrin). A unidade administrada pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED, destaca a importância da Campanha “Agosto Lilás” que tem objetivo de divulgar, para o maior número de pessoas, a importância de identificar, enfrentar e prevenir a violência doméstica, uma questão de saúde pública.

 

O “Agosto Lilás” é uma ação inspirada na Lei Maria da Penha, que acaba de completar 15 anos. O Hetrin promoveu ação educativa e de conscientização sobre situações de agressões contra as mulheres, em palestra ministrada, para a equipe de saúde, pela psicóloga Polliana Alves Araújo, especializada em neuropsicologia, e a enfermeira multiprofissional, especialista em saúde mental e dependência química, Fernanda Alves de Oliveira.

 

Segundo Polliana, existem vários tipos de violência contra a mulher que são praticadas no dia a dia. “As agressões acontecem tanto no âmbito do trabalho, quanto em casa ou na rua, e muitas pessoas não tem a consciência de quais são, então é importante trazer esse assunto para os colaboradores da unidade”.

 

A enfermeira Fernanda explica que é fundamental que os profissionais de saúde estejam atentos às situações que podem ser consequência de atos de violência. “Um dos objetivos de levar essa palestra às pessoas no âmbito hospitalar é identificar possíveis pacientes que estão vivenciando esse quadro de violência e suas casas e que necessitam de atendimento”.

 

Muitas vezes, para pedir socorro, as mulheres precisam ter consciência de que estão sofrendo algum tipo de agressão. “Esse tipo de ação é muito importante porque a maioria das mulheres que já passaram, ou ainda passam por isso, não sabem como agir e têm medo de falar, de pedir ajuda. Muitas mulheres também não entendem o que é uma agressão psicológica ou patrimonial, não conhecem os seus direitos”, ressalta a técnica de enfermagem Valéria Aparecida Ribeiro.

 

Durante a atividade, laços da cor lilás, símbolos da campanha, foram entregues aos colaboradores, além da realização de sorteio de brindes e uma pequena recepção. A campanha conta também com acompanhamento psicológico oferecido pela unidade a todos os seus colabores e à população.

 

O Hetrin, que tem as mulheres como maioria em seu quadro de profissionais, realiza atividades permanentes para promover a saúde mental, física e o bem-estar dos colaboradores, por meio da Comissão Interna de Prevenção a acidentes (CIPA) e do Serviço Especializado em Engenharia e Medicina do Trabalho (SESMT).

 

De acordo com pesquisa Datafolha, encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), uma em cada quatro mulheres sofreu algum tipo de agressão durante a pandemia, seja ela verbal, sexual, psicológica ou física. Ao todo, são 17 milhões de mulheres agredidas entre junho de 2020 e maio de 2021, ou 24,4% do total. Para pedir ajuda basta ligar na central de atendimento à mulher, disque 180.

 

Agosto Lilás

A Campanha Agosto Lilás foi criada como parte da luta representada pela Lei Maria da Penha, sancionada em 07 de agosto de 2006, para combater e inibir os casos de violência doméstica no Brasil. A campanha nasceu com o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à violência contra a mulher, incentivando as denúncias de agressão, que podem ser físicas, psicológicas, sexuais, morais e patrimoniais.

 

A violência contra a mulher é entendida como problema de saúde pública pela Organização Mundial da Saúde (OMS), estudos feitos apontam índices entre 20% a 75% desse tipo de agressão em diferentes sociedades. O Brasil foi o 18º país da América Latina a adotar uma legislação para punir agressores de mulheres.

 

 

Assessoria de Comunicação – Hospital Estadual de Urgências de Trindade (Hetrin)

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br

Camila Braunas (62) 99538-5680 – camila@ecco.inf.br

Postar um comentário

0 Comentários