Fórum nesta quinta-feira (15) aborda a importância das mulheres concorrerem a cargos eletivos

 Evento é liderado pela senadora Soraya Thronicke do PSL

 

Neste dia 15 de julho, a senadora Soraya Thronicke reunirá cerca de 60 mulheres, líderes do PSL Mulher, de todos os estados brasileiros. Cumprindo todos os protocolos de segurança contra o Covid-19, o encontro acontece em Brasília (DF) e trata principalmente da importância das mulheres para concorrer a cargos eletivos já nas próximas eleições. “Depois desse encontro, que poderá ser acompanhado on-line, realizaremos workshops estaduais”, explica a presidente nacional do PSL Mulher, Soraya Thronicke.

 

As reuniões organizadas pelo projeto Brasil Certo pretendem aumentar o quórum das mulheres candidatas às eleições e sensibilizá-las para a participação mais ativa na política brasileira. Conforme explica a senadora, a intenção não é apenas “preencher cotas”. Soraya explica que as mulheres com perfil de liderança garantem mudanças e desenvolvimento significativos na sociedade. Hoje, o percentual de mulheres que elegem os representantes políticos não condiz com a quantidade de lideranças femininas em cargos de poder. “Numa democracia, onde 52% dos eleitores são do sexo feminino, temos uma lacuna que precisa ser preenchida pelas mulheres que têm perfil de liderança. É a hora de fazermos acontecer”, conclama a líder.

 

No Senado, o Brasil tem 81 representantes, do total 12 são mulheres (14,8%). Já entre os governadores, nos 27 estados brasileiros, apenas um tem na liderança, uma mulher. Já entre os 5.570 municípios do país, 658 deles elegeram mulheres como prefeitas (11,8%), em 2020. A proporcionalidade da representatividade feminina ainda é pequena e iniciativas como o Brasil Certo estimulam a qualificação e a busca por essas lideranças.

 

A presidente do PSL Mulher explica que as mulheres que tenham interesse em se envolver na comunidade e também seguir para a representação política são bem-vindas para participar. “O encontro on-line é democrático. Quem quiser ser parte dessa mudança será bem-vinda. Vamos falar de política, representatividade feminina, estratégias para as próximas eleições”, elencou Soraya.


 

Mais do que levantar a bandeira da representatividade, o Brasil Certo quer transformar o país. Para isso, promove eventos on-line, palestras com exemplos de lideranças e cursos totalmente gratuitos e acessíveis para mulheres e também para os homens. A formação de lideranças não é só de cunho partidário, o objetivo é formar uma mudança a partir de pessoas com força de vontade, senso de justiça e desejo de fazer com que o Brasil seja um lugar melhor. “As pessoas de bem podem ser protagonistas desta mudança e queremos ajudar no processo de desenvolvimento”, explicou a senadora.

 

O país ocupa a posição 140 no ranking mundial de representatividade feminina medido pela Organização das Nações Unidas (ONU) e a União Interparlamentar. O Mapa Mulheres na Política 2020 pesquisou a proporção de mulheres em cargos políticos em 193 países.

 

Brasil Certo - O programa quer incentivar a cidadania responsável, em busca de soluções definitivas para os problemas verificados em cidades de todo o País. O projeto foi idealizado pela senadora e presidente do PSL Mulher, Soraya Thronicke. Além de casos de mulheres inspiradoras, o projeto oferece mais de 50 cursos on-line. A proposta é orientar as mulheres sobre como participar da política de forma responsável, defender seus direitos, fiscalizar recursos públicos, mobilizar a comunidade e se comunicar de forma eficaz nas redes sociais. Para saber mais, acesse: www.brasilcerto.com.br.

Postar um comentário

0 Comentários