Madrugadas frias, tardes quentes e o clima seco de Brasília pedem mais cuidados com a saúde

A dica principal é beber muita água, pois ela protege o organismo para o tempo crítico que chega com o início do inverno em 21 de junho

Acordar com a temperatura na casa dos 12°C , almoçar com os termômetros indicando 31°C  e deitar-se com aquele friozinho de 19°C.  Apesar desta oscilação diária no tempo fazer parte da rotina dos brasilienses, é consenso entre os cientistas que o clima tem um efeito profundo sobre nossa saúde e bem-estar. Com a chegada do inverno no dia 21 de junho, a tendência é que as madrugadas fiquem ainda mais frias e as tardes quentes, combinação maléfica para o organismo. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) o outono no Distrito Federal é o período de transição entre tempo quente e úmido, típico do verão, para o frio e seco do inverno. A expectativa, de acordo com o Inmet, é de que além das baixas temperaturas, a umidade relativa do ar também diminua.


O que fazer para o corpo não se prejudicar tanto com estas mudanças abruptas no clima? A nutricionista do Fort Atacadista Erika Milla Freitas Lima orienta que o principal nesta época é ingerir muita água. “A água representa de 60 a 70% do nosso peso, ela é vital para manter o equilíbrio da temperatura interna corporal. Perdemos líquidos pelo suor, urina e fezes, se não houver reposição hídrica o corpo entra em processo de desidratação e intoxicação. A água é essencial para a digestão, absorção, circulação, excreção e transporte de nutrientes para a célula”, explica a nutricionista.
 
Outra dica para conseguir aderir a uma rotina saudável é organização. “Quem passa o dia fora, por exemplo, precisa sair de casa com o cardápio diário preparado. Bolsas térmicas são ótimas para levar frutas, iogurte, castanhas para os lanches ou até mesmo refeições como o almoço. Alimentos preparados em casa, além de mais baratos, oferecem nutrientes e são livres de aditivos químicos. Com a lancheira repleta de quitutes saudáveis, fica mais fácil dizer não aos fast foods e ao delivery”, lembra Érika.


Mas boa alimentação sozinha não é suficiente. O sistema imunológico é responsável por manter o aparelho digestivo, cardiovascular e neurológico trabalhando de forma sincronizada. Para tanto, a nutricionista lembra que dormir bem, fazer atividades físicas, controlar o stress com momentos de lazer, meditação e até mesmo o funcionamento regular do intestino fortalecem a imunidade. “Cerca de 70% das células de defesa do nosso organismo são produzidas no intestino. Portanto, cuidar da saúde intestinal também é essencial para manter a imunidade em dia”, diz Érika.
 
Alimentos da estação - Tardes com cara de verão e amanhecer de inverno pedem reforço nutricional. As frutas ricas em vitaminas A, C e do complexo B, são fundamentais para a saúde dos olhos, ossos e da pele, auxiliam na imunidade e promovem a produção de serotonina e melatonina, além de melhorar a digestão.  Abacate, banana, caqui, coco, goiaba, maracujá, fruta do conde, tangerina, laranja, limão, melão, uva, kiwi, maçã, pêra, figo e melancia, entre outras frutas, são encontradas com mais facilidade nos atacarejos durante a estação. “As frutas são fonte de vitaminas essenciais para o organismo e a recomendação é de ingestão de três a cinco porções por dia para um adulto, sem problemas de saúde. Elas também fornecem fibras, importantes para regular o intestino", recomenda a nutricionista.

 
A nutricionista do Fort indicou algumas frutas relacionando seus principais nutrientes e benefícios para a saúde. Confira:
 
Caqui: fonte de licopeno, que auxilia na prevenção do câncer de próstata, o caqui é também rico em fibras e vitaminas A, C, B1 e B2, possui cálcio, ferro e é considerada um antioxidante por combater os radicais livres, relacionados ao envelhecimento precoce.
 
Abacate: contém vitaminas A e E, além de ser rico em gordura boa (que aumenta o nível de colesterol bom e ajuda a combater o ruim). Por ser gorduroso é recomendado consumir apenas uma porção diária.
 
Fruta do conde: é fonte de energia saudável, porque possui alta quantidade de carboidratos. A fruta (também conhecida como atemoia) possui vitaminas A e C.
 
Maracujá: calmante natural suave, o maracujá é fonte de vitamina C e vitaminas do complexo B (B2 e B5), contém também quantidades razoáveis de sais minerais como ferro, cálcio e fósforo. As vitaminas do complexo B têm como função evitar problemas de pele, do aparelho digestivo e do sistema nervoso e a vitamina C evita a fragilidade dos ossos e má formação dos dentes, age contra infecções e ajuda a cicatrizar os ferimentos. A fruta também apresenta grande quantidade de fibras em sua casca, que pode ser usada como farinha nas refeições. 
 
Limão: rico em flavonóides cítricos, como a vitamina C, o limão tem importante função antioxidante, além de ser termogênico e ajudar na quebra do acúmulo de gordura. A fruta tem alto teor de sais minerais, fortalece a imunidade, ajuda na cicatrização de feridas e fortifica as paredes dos capilares sanguíneos. Estimula o fígado e pode ser usado como desintoxicante quando ingerido com água.
 
Melancia: com alto teor de água, a fruta ajuda na hidratação, apresenta vitaminas do complexo B e também ferro, fósforo e cálcio. Tem propriedades diuréticas.
 
Dicas de consumo
– Consuma três porções de frutas ao dia;
– Adicione uma fruta rica em vitamina C à refeição, para aumentar a absorção do ferro. Ou aposte em sucos como o de couve com limão;
– Beba líquidos, principalmente água, para melhorar o funcionamento intestinal e evitar a desidratação.
 
Onde encontrar - No Fort Atacadista, as frutas da estação e outras variedades de alimentos são encontradas com preços mais competitivos e com facilidade no pagamento. A rede cumpre em suas lojas todas as medidas de prevenção contra o Coronavírus. Em Brasília as lojas ficam nos seguintes locais:
 
Sol Nascente | DF | Quadra QNP 27 Área Especial 01 S/N
Taguatinga| DF | Setor M Norte Qd. 1 Cj. A Lt. 1 – Av. Hélio Prates com M Norte
Ceilândia| DF | CNN 1 S/N | Centro

Postar um comentário

0 Comentários