Hospital Regional de Luziânia inaugura mais 17 leitos para tratamento da Covid-19

Ao todo são 40 leitos de UTI e 50 de enfermaria para atender pacientes com a doença

Devido ao aumento de casos de coronavírus, o Hospital Regional de Luziânia ampliou o número de leitos destinados aos pacientes com sintomas mais graves da Covid-19, sendo 10 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e sete na Enfermaria. Todos eles foram equipados com o que há de mais moderno para o tratamento da doença.

Desde o início das atividades, em maio de 2020, a unidade de saúde pública dobrou de 20 para 40 o número de leitos de UTI. Também houve um aumento expressivo na Enfermaria, que passou de 30 para 50 nos últimos meses.

“Estamos monitorando constantemente o número de casos da Covid-19. Felizmente, conseguimos ampliar o número de leitos para acolher os pacientes acometidos pela doença, mas precisamos da ajuda da população. O uso de máscara é imprescindível, assim como o distanciamento social” afirmou Francisco Amud, diretor do HRL.

Referência no tratamento da Covid-19 na região do Entorno de Brasília, o Hospital Regional de Luziânia celebrou altas de 620 pacientes dos mais variados municípios de Goiás e de outros estados. A eficiência, a qualidade e o tratamento humanizado oferecidos pelo Hospital estão sendo reconhecidos diariamente pela população.

Recentemente, o HRL foi presenteado com uma nova ambulância pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelos serviços prestados à população durante a pandemia. A iniciativa fez parte do programa “Craques da Saúde” que realizou doações para as melhores unidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

Unidos pela esperança

O último final de semana foi marcado por um momento de grande comoção, onde pessoas se reuniram em várias unidades hospitalares do estado de Goiás, inclusive no HRL, com canções e demonstrações de fé e amor ao próximo. O ato de solidariedade reforçou a importância de praticar o bem em um momento tão delicado.

O clima foi de emoção e gratidão. Os colaboradores que acompanharam as orações sentiram-se acolhidos com a demonstração de amor e carinho. “Gestos como o que vimos no final de semana renovam nossa esperança e nos dão motivação para continuar lutando para vencer esta pandemia. É um momento de grande reflexão”, conta Francisco.

“Neste período sabemos que não importa a crença. Em comum temos um grande desafio que é a covid-19. É o momento de olhar para si e para o coletivo, na esperança de prosperidade”, finaliza.

Postar um comentário

0 Comentários