Reforma e tombamento


A 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (Prodema) reuniu-se na última quinta-feira, dia 21, com representantes do Consórcio Inframerica, grupo contratado para as obras de ampliação do Aeroporto Internacional Juscelino Kubistchek. No encontro, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) questionou quais serão os impactos nas obras tombadas do artista plástico Athos Bulcão.
O Consórcio Inframerica se comprometeu em fazer a restauração do painel localizado no terraço do Aeroporto JK. A Fundação Athos Bulcão (Fundathos) ficará responsável pelo laudo. Depois disso, a Inframerica voltará a se reunir com o Ministério Público, a Secretaria de Cultura e a Fundathos para apresentar propostas de onde será o local de colocação da obra para o acesso ao público.
Em fevereiro deste ano, a Fundathos encaminhou à Promotoria de Justiça uma representação pedindo para que o Ministério Público acompanhasse as obras de reforma do aeroporto. Nesse sentido, a 1ª Prodema oficiou à Infraero, ao Consórcio Inframerica e à Secretária de Cultura do DF para que esses órgãos garantissem a preservação da obra do artista carioca.

Postar um comentário

0 Comentários